Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



5 feridos, 3 em estado grave, devido a explosão em lavagem de cisternas AJ Monteiro

5 feridos, 3 em estado grave, devido a explosão em lavagem de cisternas AJ Monteiro

Populares testemunharam que o socorro foi rápido.

Eram cerca das 11:30h, quando na empresa AJ Monteiro, situada no nº40 da Rua do Chouso, em Vila Nova da Telha, junto ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, ao que soubemos junto de populares, durante os trabalhos de limpeza de uma cisterna com produtos químicos, esta terá explodido dando origem ao incêndio que era visível a vários quilómetros.
Fonte da Proteção Civil transmitiu ao MaiaHoje que do acidente terão resultado 5 feridos, 3 dos quais em estado grave que foram encaminhados para unidades hospitalares do Grande Porto.
Populares testemunharam que o socorro foi rápido, estando no local, além dos Bombeiros de Moreira da Maia, os de Leça da Palmeira, GNR e Proteção Civil da Maia, comandada pelo vereador Mário Nuno Neves da CM Maia.


Empresa

A empresa A J Monteiro foi constituída a 01 de agosto de 2000, tendo como sócio-gerente António Joaquim Pinto Monteiro, dedicando-se às áreas de lavagens exteriores, desinfeções de frigoríficos, de cisternas e de contentores.
A empresa dispõe de uma linha de aquecimento (por vapor e/ou eletricidade) para 6 contentores e/ou cisternas, duas pistas de lavagem de cisternas/contentores e uma pista para lavagem de pesados (lavagem manual e lavagem de rolos).
A AJ Monteiro é certificada pelo SQAS (Safety & Quality Assessment System) e tem a certificação Bureau Veritas norma ISO 9001:2008.


(Atualização MaiaHoje - 13/04/2017)

Durante a tarde de ontem, a Câmara Municipal da Maia emitiu um comunicado através do vereador Mário Nuno Neves, dizendo que «1. Por deliberação do Executivo Municipal, datada de 05 de Agosto de 2010, foi determinado a demolição das estruturas erigidas e que compõem ou constituem a unidade de lavagem e estacionamento de veículos instalada na Rua do Chouso, n.º 40, na freguesia de Vila Nova da Telha, pertença da A. J. Monteiro. 
2. A execução desta deliberação municipal esteve suspensa até Dezembro de 2015 por força de uma ação judicial intentada pela empresa A. J. Monteiro junto do Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto.
3. Pelo meio foi tentada junto da Câmara Municipal da Maia um processo de legalização das instalações ocupadas pela A. J. Monteiro, tendo recaído sobre o mesmo, decisão municipal de indeferimento.
4. Entretanto, a A. J. Monteiro manifestou junto da Câmara Municipal a vontade de voluntariamente abandonar a atividade que vinha exercendo no local.
5. Promovida nova ação de fiscalização pelo Serviço de Polícia Municipal constatou-se que a empresa A. J. Monteiro, ao contrário do compromisso assumido não cumpriu com a cessação da sua atividade, estando, nesta altura em curso a prossecução de medida de tutela de reposição da legalidade urbanística».

12-Apr-2017 às 12:31, redacção

Escreva um comentário