Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Drones, a verdade: Um risco significativo de acidente em cada 1.87 milhões de anos de operações

Drones, a verdade: Um risco significativo de acidente em cada 1.87 milhões de anos de operações

Por cada 100.000 horas de voo com drones haverá uma probabilidade de 0.00000612% de causar um impacto catastrófico.



Tenho assistido às noticias da RTP e acompanho a preocupação com recente vaga de "avistamentos de drones" por parte dos pilotos da aviação, assim como a grande maioria da comunidade que acompanha toda a temática dos drones.


No entanto reparei em algumas falhas e omissões que não tem sido relatadas nas reportagens.


Nomeadamente que até hoje ainda não foi reportada a nível mundial nenhum incidente com os drones de consumo, ao contrario de que, por exemplo, é rara a semana que não haja pelo menos um incidente com aves.
Não tem sido divulgadas ainda as conclusões que afastam a "teoria" de que se avistaram drones e que os supostos avistamentos foram anomalias climatéricas, sacos de plástico e balões.


Sugeria a leitura de um estudo recente pela George Mason University's Mercatus Center e outro do ano passado de uma investigação da Academy of Model Aeronautics (AMA), em que dos 764 avistamentos com drones ocorridos nos Estados Unidos e reportados pela FAA, apenas 27 (3.5%) foram realmente "near misses" e que os restantes ou foram apenas avistamentos sem causar interferência nos voos ou foram de operadores que estavam a cumprir as regras. Foram ainda incluídos neste estudo casos em que os pilotos referiram que não houve realmente perigo e situaçães que se vieram a saber que não eram drones (sacos de plástico, balões, etc.)


Também pelos dados da FAA, e no sensos da mesma entidade, em 2014 houve reportadas 13.414 colisões com aves e outros "animais" voadores e em que bandos de aves eram contados apenas como uma ocorrência.
As entidades que pesquisaram sobre o assunto, estimaram ainda que (comparando com o comportamento errático das aves) por cada 100.000 horas de voo com drones com peso até 2kg (que é o que as reportagens se referem normalmente) haverá uma probabilidade de 0.00000612% de causar um impacto catastrófico, ou seja; haverá um risco significativo de acidente em cada 1.87 milhões de anos de operações.


Mesmo no meio aeronáutico parece-me um valor muitíssimo aceitável.


Devo referir que o número de vítimas causadas apenas por pilotos que propositadamente despenharam os aviões nos últimos 10 anos é superior a 150 pessoas (Germanwings), (LAM) e não coloco nestes números os 227 passageiros da Malaysia Airlines Voo 370 em que não se sabe realmente o que aconteceu, mas suspeita-se de pelo menos intervenção humana para alteração da rota.


Acompanho na preocupação em relação a estes equipamentos, mas parecem-me exageradas as ocorrências em tão curto espaço de tempo, assim como tenho dúvidas nas alturas a que ocorrem e ainda a capacidade de um piloto ver e reagir a um objecto que em situações normais terá um tamanho de uma bola de futebol e de difícil visualização a mais de 150m (espaço que um avião facilmente percorre em 2 segundos) e da capacidade de qualquer piloto realizar manobras capazes de evitar esse equipamentos.


Da mesma forma parece-me exageradas as noticias que um drone acompanhou um avião. È claro que deixará de ser tão impossível se estivermos a falar de outro tipo de drones que não os que estão a ser indicados nas noticias. Mas para esses será certamente fácil de identificar os responsáveis como certamente sabem.


Estamos numa altura de "acertos", e alarmismos de ambas as partes ao lidar com estes casos, não será certamente de interesse à opinião publica, tanto mais que também um estudo recente, os pilotos de aviação civil deixarão de existir a médio prazo e vão ser substituídos por "drones".


Termino a convidá-los para frequentar um grupo interessante de utilizadores de drones no facebook "DJI Portugal" em que poderá verificar as preocupações destes utilizadores, verificar o empenho em fazer cumprir as regras, e até quem sabe, colocar questões aos utilizadores sobre o que acham desta temática.

Texto de opinião de Miguel Ribeiro

https://www.facebook.com/skyphoto.portugal?fref=nf 

https://www.facebook.com/groups/335846679876976/

27-Jun-2017 às 18:34, redacção

Escreva um comentário