Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Final Four: FC do Porto bate Benfica e marca presença na final de sábado

Final Four: FC do Porto bate Benfica e marca presença na final de sábado

Muita emoção na cidade de Braga para receber mais uma meia-final da Final Four da Taça da liga, em que, neste formato, pela primeira se defrontavam as duas equipas com mais historial do futebol português.

O Benfica apresentou-se com Rafa e Seferovic, e o regressado Ruben Dias, enquanto o FC do Porto fez entrar Pepe, Oliver, e André Pereira. Nas balizas estiveram Svilar e Vanã, os escolhidos para defender as respetivas redes nesta prova, que assim jogam o seu primeiro clássico.

Neste tipo de jogos e apesar da menor relevância dada a esta prova que não dá acesso à europa futebolística, os treinadores usam algumas das suas segundas linhas, que contudo seriam titulares indiscutíveis na maior parte das restantes equipas, permitindo portanto que o nível de jogo não desça muito, mesmo sendo obrigados a usar dois elementos das suas formações.

O jogo começou frenético. No primeiro lance o FC do Porto poderia ter marcado por Marega com boa defesa de Svilar, e na resposta ainda no primeiro minuto, foi a vez do Benfica ter uma ocasião por João Félix, continuando o jogo com bola lá, bola cá e várias oportunidades de parte a parte.

No entanto, e até um pouco contra a corrente do jogo que ia apresentando um Benfica mais empenhado, seria o FC do Porto a chegar à vantagem por Brahimi, numa recarga quando iam decorridos 23 minutos de jogo, isto após uma boa defesa de Svilar.

O Benfica não baixou os braços e volvidos apenas 7 minutos, faria o empate numa jogada de contra ataque em que Jardel isola Pizzi, este cruza, e após defesa de Vanã a remate de Seferovic apareceu Rafa a marcar. O lance ofereceu dúvidas por possível mão na bola de Seferovic, contudo Carlos Xistra, após visionar as imagens confirmaria o golo. No lance os protestos de Luis Gonçalves deram lugar à sua expulsão do banco.

No reinício da partida o FC do Porto adiantar-se-ia de novo, logo nessa jogada quando Marega aproveitou um passe atrasado de Corona. Já sobre os 45 minutos num lance de contra ataque o Benfica chegou ao empate por Pizzi, contudo o lance seria anulado por fora de jogo de Rafa, já depois de consultado o VAR.

O resultado não mais se alteraria até ao intervalo, e no regresso Seferovic teve uma oportunidade de ouro, logo no primeiro minuto, rematando contudo às redes laterais perante uma saída extemporânea de Vanã, e depois de uma perda de bola de Brahimi no meio campo. Antes do recomeço Carlos Xistra deu ordem de expulsão a Rui Costa, diretor desportivo do Benfica, também por protestos.

Com a desvantagem no marcador a iniciativa foi quase sempre do Benfica, contudo o FC do Porto aparecia sempre com perigo, em contra ataque, e na sequência disso acabaria por ampliar, por Fernando Andrade aos 87 minutos, após passe de desmarcação de Soares que o deixou isolado perante um impotente Svilar.

Com esta vitória e quando ficam jogadas 240 partidas entre os rivais, o FC do Porto ampliou a vantagem com 93 vitórias contra 87 do Benfica, mantendo também a senda de vitórias que passam a ser 21.

 

Imagens

22-Jan-2019 às 22:45, Francisco Bacelar

Escreva um comentário