Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Liga dos Campeões: FC do Porto, novamente Imperador de Roma

Liga dos Campeões: FC do Porto, novamente Imperador de Roma

O FC do Porto venceu, e pode-se dizer que convenceu, apesar de só no prolongamento e de grande penalidade, justa, ter conseguido garantir a eliminatória. Desta forma chega novamente, aos quartos de final da Liga dos Campeões, após 4 anos de ausênci

Depois da derrota por 2-1 em Roma os Dragões apenas precisavam de vencer por um golo sem resposta e, de facto, não tardaram a obtê-lo por Soares, a emendar centro rasteiro da esquerda, quando decorriam 26 minutos e como corolário de uma entrada forte. O Roma começou a procurar chegar ao empate e passados 11 minutos, Militão é enganado e não resiste a fazer falta dentro da área, pelo que na correspondente grande penalidade, o jogo volta a ficar empatado, e começam as complicações para os Dragões, uma vez que também a Roma passava a ter um golo fora, anulando essa vantagem da equipa portuguesa.

Contudo esta noite os Dragões estavam empenhados em levar as suas intenções avante e assim fazer esquecer o desaire caseiro recente, para além, naturalmente, de continuarem a faturar os milhões europeus.

Assim, a meio da segunda metade e depois inúmeras perdidas da avalanche portista à baliza da Roma, Marega, consegue uma emenda mesmo à boca da baliza e desfeiteia o guardião italiano. Com este golo a eliminatória ficava totalmente empatada, e à partida quem marcasse teria tudo para ser o vencedor, mais ainda os italianos, uma vez que nesse caso obrigariam o adversário a fazer mais dois golos. Tal não aconteceu, e apesar do forcing contínuo da equipa da casa, o jogo chegou ao fim do tempo regulamentar com o empate.

No prolongamento o FC do Porto continuou a dominar nos primeiros 10 minutos, mas lentamente a Roma começou a chegar à baliza de Iker, embora sem criar oportunidades flagrantes, domínio que manteve por quase toda s segunda metade do prolongamento.

Só que o FC do Porto, agora com menos posse continuava a chegar à grande área e num desses lances Fernando Andrade foi agarrado. O árbitro foi consultar o VAR e acabou por assinalar grande penalidade, que Alex Telles, com mestria concretizaria, com bola para um lado e guardião para o outro.

É certo que o FC do Porto passava a ficar em vantagem na eliminatória, mas sofreu a bom sofrer nos derradeiros minutos, não só pela pressão da Roma, como pela incerteza de mais um lance duvidoso na sua área, que após consulta ao VAR, seria dado por nulo.

Com esta vitória o FC do Porto vai jogar os quartos de final da Liga dos Campeões, perante os derradeiros tubarões que resistem na prova, mas pelo que vimos hoje, qualquer que seja, irá encontrar um FC do Porto, à altura da tarefa, muito mais pelo que demonstrou hoje, do que no passado sábado no clássico.

Imagens

06-Mar-2019 às 23:45, Francisco Bacelar

Escreva um comentário