Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



TAÇA DE PORTUGAL: Sporting vence mais uma Taça nas grandes penalidades

TAÇA DE PORTUGAL: Sporting vence mais uma Taça nas grandes penalidades

Festa do futebol no icónico vale do Jamor. Duas das melhores equipas portuguesas a defrontarem-se para o desempate em vitórias obtidas na prova, cada uma com 16 até ao final deste jogo. Ganhou o Sporting e assim desempatou a seu favor ficando agora c

Ainda na semana passada se haviam defrontado na jornada final da liga em jogo ganho pelos Dragões que até estiveram a perder, mas deram tudo no segunda metade e acabaram por fazer a remontada. Nesse jogo as posições finais da prova estavam cimentadas e a vitória apenas tinha a ver com o prestígio.

Desta feita a vitória significava levantar o derradeiro troféu, uma espécie de prémio de consolação para a derrota na liga de ambos os tradicionais candidatos.

Pelo meio havia algumas despedidas de ambos os planteis, anunciadas ou já certas, que certamente tudo dariam para abandonar em festa e com o sabor da vitória.

O jogo começou com algum estudo de parte a parte, mas lentamente o FC do Porto foi ganhando terreno, e dominando o jogo, tendo-se adiantado no marcador por Marega, mas Jorge Sousa após consulta do VAR anulou o lance por suposto fora de jogo do jogador portista.

Manteve-se o zero a zero, mas passados poucos minutos o FC do Porto ficaria mesmo em vantagem por Soares a cruzamento de Herrera, após o que foi pedir uma camisola de Iker Cassillas que levou até ao centro do terreno em direção ao guardião que recentemente sofreu um enfarte do miocárdio, dedicando-lhe o golo.

Seria sol de pouca dura pois volvidos 4 minutos o jogador do Sporting que havia marcado em todos os jogos das eliminatórias da taça, voltou a fazer o gosto ao pé, através de remate forte que seria desviado por Danilo.

Com o empate ao intervalo o FC do Porto voltou decidido a chegar à vantagem no marcador, teve mais posse de bola chegou sempre mais perto da baliza, teve o dobro dos remates enquadrados com a baliza, mais cantos, mas não conseguiu chegar ao golo e portanto houve necessidade de prolongamento.

Como diz o ditado quem não marca sofre e o recém entrado Bas Dost, aproveitou uma falha de Felipe, apareceu solto na direita, e com um remate cruzado pôs o Sporting na frente da corrida para a vitória, isto quase no inicio do prolongamento, o que poderia dar o impulso final para ganhar a Taça. Quase conseguiu, mas fruto do tudo por tudo da equipa de Sérgio Conceição, Felipe, mesmo no último minuto possível, logrou voltar a restabelecer o empate que ditaria a marcação de grandes penalidade para apurar o vencedor, decisão em que os portistas têm vindo a ser sistematicamente perdulários.

Desta feita até começaram melhor uma vez que o goleador Bas Dost falhou logo na primeira tentativa, no entanto mais à frente Pepe, fez a bola bater na trave exatamente no mesmo local, terminando a primeira série com 4 golos para cada lado. Logo na tentativa seguinte, o Sporting marcou e Fernando Andrade permitiu a primeira defesa dos guardiões, pelo que automaticamente o Sporting podia festejar a conquista da Taça de Portugal 2018-2019, que no ano transato lhe havia fugido perante o modesto Aves.

Foi o delírio no estádio, com os adeptos e jogadores dos Leões a festejarem efusivamente a sua segunda taça da época depois da vitória em Janeiro, também nos penalties e perante o FC do Porto.

Imagens

25-May-2019 às 22:51, Francisco Bacelar

Escreva um comentário