Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



BE acusa «Falta de respeito do poder laranja pela democracia na Maia»

BE acusa «Falta de respeito do poder laranja pela democracia na Maia»

No seguimento da Assembleia Municipal da Maia que decorreu no passado dia 30 de Setembro, o Bloco de Esquerda enviou-nos um “vídeo-comunicado” onde acusam a «falta de respeito do poder laranja pela democracia na Maia».

Segundo o vídeo, o BE propôs-se apresentar um «Voto de Pesar pelo falecimento de Jorge Leite» e acrescentam «professor de Direito do Trabalho, Jorge Leite empenhou-se no combate à precariedade, pela justiça social e dignidade dos trabalhadores».

No vídeo, também disponível na internet, quando o deputado se preparava para ler o documento, foi, com educação, interrompido pelo presidente da Mesa que anunciou que «o voto de pesar vai ter um momento próprio», o que mereceu o acordo do orador e da mesa. Entrando de seguida no período da admissão ou não das propostas de Louvor e Moções o presidente declarou que «foram presentes um voto de pesar pelo Bloco de Esquerda», colocando a sua admissão à votação. O resultado da votação de admissão foi a rejeição pela maioria, com 22 votos contra e 18 a favor de todas as outras bancadas, queixando-se o BE no vídeo que «a maioria PSD/CDS não aceita sequer a leitura do documento», escrevem, acrescentando «mas o espírito democrático do poder laranja não se fica por aqui» logo a seguir foi votada a admissão de um documento da coligação “Um novo começo” «sobre uma auditoria analítica independente às contas da Tecmaia», tendo também esta sido rejeitada também com 22 votos contra e 18 a favor. Houve ainda lugar à votação de admissão de dois outros documentos, da “Um novo começo”, o primeiro «a exigir ao presidente da Câmara Municipal, que cumpra a legislação e proceda de imediato à resposta de todas as perguntas, bem como à entrega dos documentos solicitados pelos vereadores e deputados municipais» e o segundo «pela reversão da venda dos imóveis municipais do Fundo Maiaimo», leu o presidente da Assembleia, tendo também sido ambas rejeitadas pela maioria, o que levou o BE a comentar que «nenhuma destas propostas foi aceite para ser votada. Nem mesmo um Voto de Pesar. O que será que está a incomodar tanto a Direita?», questiona o BE no vídeo, apresentando seguidamente uma imagem da fachada da Tecmaia e acrescentando que «o 25 de Abril não se resume às fotografias e à fanfarra das cerimónias oficiais. Deve fazer parte do quotidiano das autarquias», escrevem a terminar.

 

29-Oct-2019 às 10:46, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário