Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Maia constrói primeiro centro para a saúde global em Portugal

Maia constrói primeiro centro para a saúde global em Portugal

Com «tratamento cirúrgico diferenciado dos cavalos em toda a Península Ibérica»

A cerimónia de apresentação pública do Centro de Investigação para a Saúde Humana e Animal (CISHA) decorreu na tarde do passado dia 22 de outubro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Maia e contou com caras conhecidas do mundo das áreas da saúde, ciência e investigação.

Numa parceria entre a Câmara Municipal da Maia, a Universidade do Porto e o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), este Centro de Investigação será construído na freguesia de Moreira, perto da estação de metro de Pedras Rubras, num terreno cedido gratuitamente pela Câmara Municipal da Maia, de 4 hectares com mais de 5 mil metros quadrados de área de construção.  O investimento ascende aos 3 milhões de euros. António Silva Tiago, presidente da Câmara Municipal da Maia, acredita que «a médio prazo, este investimento vai produzir efeitos concretos, não apenas para a Maia, mas para toda a região e para o país»

Para o autarca, este projeto «irá, com toda a certeza, trazer benefícios evidentes aos nossos promissores jovens que abraçaram a Agricultura, com projetos de ousado empreendedorismo que fazem jus à nossa herança histórica, de uma ruralidade fecunda e produtiva que durante muitos séculos alimentou a região».

Este Centro será formado por três áreas destintas: a primeira destinada à investigação básica e de translação sobre temas associados ao conceito da saúde global (“One Health”); a segunda será destinada a um serviço de cirurgia experimental, pautada pelas mais diferenciadas técnicas atualmente disponibilizadas em todo o mundo; e a terceira, correspondente a um serviço de cirurgia para equinos, com a tecnologia mais moderna e avançada e um corpo clínico altamente diferenciado, que vai possibilitar tornar este Centro numa referência internacional.

Uma das grandes apostas passa pela cirurgia de equinos. Henrique Cyrne de Carvalho, diretor do ICBAS, explica que «temos já, no nosso polo de Vairão, uma sala de cirurgia para equinos, mas que está a ser insuficiente para aquilo que, potencialmente, pode ser a procura do tratamento cirúrgico diferenciado dos cavalos em toda a Península Ibérica». Pedro Rodrigues, vice-Reitor da Universidade do Porto, acredita que «é fundamental estarmos apostados em diversificar a nossa atividade e os locais onde atuamos». Refere ainda que «gostaria que esta parceria desse frutos e fosse um sucesso».

Este projeto foi iniciado em dezembro de 2017, com a assinatura do protocolo de cedência de terreno ao ICBAS, e tem previsto o início da sua construção já a partir do próximo ano.
07-Nov-2019 às 18:05, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário