Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



LIGA: FC do Porto vence (1-0) Marítimo, e isola-se na liderança

LIGA: FC do Porto vence (1-0) Marítimo, e isola-se na liderança

Foi um jogo morno, especialmente na segunda metade, reflexo do ambiente de regresso da competição, habitual dos inícios de época, mas com vantagem no marcador quase de inicio, os Dragões seguraram a magra vantagem, e os 3 pontos.

O FC do Porto entrou em campo logo após o Benfica ter empatado a dois em Portimão, depois de ter estado em vantagem por dois golos, o que permitia aos Dragões mais tranquilidade para este jogo, e claro, a hipótese de “descolar” das Águias na tabela classificativa.

Se bem o pensou melhor o fez, quando marcou logo aos 7 minutos. Num ressalto dentro da área, a bola sobra para Corona que à meia volta remata cruzado ao poste mais longo, fazendo-a passar por cima de Charles sem qualquer hipótese de defesa.

Com a dianteira no marcador poderia pensar-se que tudo se tornaria mais fácil, mas não foi assim. Logo na reposição de bola, e em contra ataque Daizen Maeda, teve tudo para restabelecer a igualdade. Aos 14 Alex Telles disparou um tiro, mas Charles defendeu bem a dois tempos, oportunidade a que respondeu logo a seguir Daizen Maeda, em resposta a um cruzamento, mas que apesar de totalmente sozinho, não acertou na baliza. O jogo foi decorrendo com mais posse dos Dragões, 67%, e até com uma nova boa oportunidade de Sérgio Oliveira em remate cruzado de longe, mas não se alteraria até ao intervalo, prometendo um bom despique após o reatamento, uma vez que a réplica dada pelos maritimistas tinha sido boa, não dando, de maneira nenhuma o jogo por perdido.

De tal forma que a primeira boa oportunidade da etapa complementar haveria de ser da equipa visitante, quando aos 53 minutos Bruno Xadas falhou o remate com Marchesin fora da baliza, a que novamente Sérgio Oliveira haveria de responder, sem resultados práticos, por duas vezes quase consecutivas.

Posto isto, o jogo ficou cada vez mais calmo, fruto do evidente cansaço das equipas, sobretudo o FC do Porto, com destaque para Alex Telles que parecia lesionado mas foi aguentando até que perto do fim, viu o segundo amarelo, e consequentemente seria expulso, obrigando Sérgio Conceição a fazer entrar Diogo Leite para reforço da defesa, dado o perigo constante que o Marítimo constituía, sem grandes oportunidades é certo, mas a vantagem magra, pode ser sempre um pau de dois bicos.

Antes disso, aos 72 minutos Fábio Vieira estreou-se na equipa principal, em substituição de Marega, e notou-se alguma irreverência desta jovem promessa, especialmente quando já ao cair do pano, entrou na área e já quase sem ângulo rematou de primeira, forte e colocado, fazendo a bola bater na malha lateral. Foi de certa forma a pedrada no charco de águas paradas que foi a segunda parte deste jogo lento, a condizer com a falta de entusiasmo que um estádio vazio proporciona, levando os jogadores a ser mais lentos que o habitual, devido ao momento equiparado a um inicio de época, mas sobretudo por falta do aditivo público.

Com este resultado o FC do Porto, fica novamente isolado, desta feita com a vantagem de dois pontos que poderão ser três em caso de empate na classificação final.

Imagens

10-Jun-2020 às 22:31, Francisco Bacelar

Escreva um comentário