Última Hora

Destaque

Como enviar encomendas nacionais e internacionais do Porto de forma económica?

A Packlink é um portal que agrega num só espaço vários serviços de entregas e envios de encomendas. Com um serviço de alta qualidade combinado com preços competitivos, a cobertura da plataforma é internacional e Portugal não é exceção. Envio e Entregas no Porto de forma económica Procura fazer envio e entregas no Porto? A Packlink...

68% dos portugueses dedicou mais tempo à cozinha na pandemia

Novos hábitos à volta da mesa Já se sabia que a pandemia da COVID-19 tinha alterado, de forma profunda, hábitos há muito enraizados entre nós. Por exemplo, durante o longo período do confinamento e das restrições que se lhe seguiram, ir ao restaurante com os amigos deixou de ser pura e simplesmente possível. Tanto os negócios...

2001 Odisseia Multimédia

Rubrica Maiahoje “Há 20 anos” – edição 30 de 27 de abril de 2001. Há 20 anos, no seu editorial, Artur Bacelar, diretor desta publicação referia que «em relação à comemoração do 25 de abril não sei bem o que hoje se ensina nas escolas a respeito deste assunto, mas tenho um pequeno palpite que...

Vacinar? Quem? E quem toma decisões?

Esta semana, estive a ouvir com atenção várias opiniões diferentes sobre a temática da vacinação. Achei interessante algumas que gostaria de partilhar. Em primeiro lugar, parece-me consensual que a organização das vacinas é perfeitamente desorganizada e impensada. Não me parece que tenha havido por parte das autoridades e do governo, qualquer cuidado na formação de...

Simulacro no Aeroporto

Rubrica Maiahoje “Há 20 anos” – edição 26 de 23 de fevereiro de 2001. O governo Guterres estava a dar sinais de fraqueza com a inflação a aumentar e a crise económica a instalar-se.Pela Maia noticiávamos que no passado dia 16 de Fevereiro a comitiva francesa de professores de Bruyéres-le-Chatel visitava-nos para tornar a rever...

Tacanhez oleada

Em contexto de pandemia e de relevantes absurdos, os eleitores foram chamados às urnas. Se o valor do chamamento fosse sentido como relevante, a taxa de abstenção são seria tão elevada, apesar do confinamento, nem o regime seria colocado em reconfiguração. Em sentido lato, a democracia sofreu um ataque vivo e, em sentido estrito,...

Forrobodó

Vivemos uma Pandemia. Em certa medida podemos contextualizar como vivendo no quadro de uma guerra biológica sem a existência velada de um agressor directo. Num conflito convencional viveríamos em estado de sítio, porque este é o mais eficaz para implementar medidas sem deixar ao arbítrio de cada um a sua aplicação. Felizmente vivemos em...

COVID e o Plano de Vacinação

Em Dezembro, o Governo apresentou um plano sobre as prioridades de quem seria vacinado, supostamente, seguindo as orientações técnicas dos especialistas. Concorde-se ou não, com essas prioridades, quem de nós não gostaria de estar na prioridade número 2? Mas eram esses os critérios e deveriam ser esses os seguidos, porque mais do que ninguém...

Olhares pedagógicos sobre… Ensino Remoto de Emergência 2.0

Voltamos a ter outro ano letivo atípico, deixando a comunidade educativa num estado de ansiedade no que respeita ao modelo de uma Educação que se pretende estável, credível e proficiente para a aprendizagem. A verdade é que se menospreza a aposta numa integração gradual e pedagógica da tecnologia ao serviço da Educação, o que levou,...

Uns filhos da Pátria

Ao contrário da Austrália – formada com os criminosos que a Inglaterra condenou e enviou para aquela ilha para fazer companhia aos cangurus e crocodilos – o nosso país recusa aceitar que, tal como os homens dos boomerangs, também tem um passado deveras sombrio. O ensino público encarrega-se de fazer perdurar uma espécie de...